Trade Deadline: Divisão Metropolitana

Carolina Hurricanes

Os Hurricanes estão apenas a alguns pontos dos lugares de acesso aos Playoffs. No entanto, há uma mão cheia de equipas na mesma situação. Acrescentando a isso as lesões que têm sofrido, dificilmente os Hurricanes vão investir em jogadores para a última fase da época. Se o fizerem, deveriam concentrar-se em dois aspectos. O seu principal defesa, Joni Pitkanen está de fora o resto da época. Por outro lado, os Hurricanes sofre de alguma ineficácia e incapacidade de marcar golos. A equipa tem grande potencial, com os irmãos Staal. No entanto, tirando as 2 primeiras linhas, há muitos problemas para resolver. Além disso, contractos elevados de alguns jogadores, como Alexander Semin e Tuomo Ruutu podem fazer dos Hurricanes vendedores neste Trade Deadline.

Jogadores Disponíveis

Ron Hainsey; Tuomo Ruutu; Anton Khudobin; Justin Peters.

Columbus Blue Jackets

Os Blue Jackets tiveram um começo lento, mas conseguiram dar a volta e agora lutam por um dos 3 primeiros lugares da divisão. A equipa de Columbus é bastante equilibrada. As 3 primeiras linhas têm muita qualidade, a defesa é sólida e na baliza está o vencedor do Vezina (troféu para o melhor guarda-rede da fase regular) do ano passado, Sergei Bobrovsky. Por isto mesmo, não seria de admirar se os Blue Jackets não fizessem mexidas neste Trade Deadline. Um aspecto que os Jackets podem melhorar é a falta de experiência. O plantel é muito jovem e um jogador veterano, com experiência em voos mais altos, pode ser a peça que falta aos Blue Jackets. Se Gaborik e Horton estivessem mais presentes podiam ser a solução. Talvez isso fosse mais importante do que trazer alguém novo para a equipa.

Possíveis alvos

Tom Gilbert (Florida Panthers); Ales Kemsky (Edmonton Oilers); Reto Barra (Calgary Flames).

New Jersey Devils

A equipa de New Jersey está a 2 pontos do wild card. No entanto os Devils não são uma equipa tão forte quanto a sua posição pode indicar. A defesa é um dos seus pontos fortes, juntamente com os seus guarda-redes de elite. Por uma lado a juventude de Cory Schneider, que é cada vez mais o titular da baliza dos Devils e por outro a lenda viva, Martin Brodeur. No entanto, os Devils têm um grave problema de concretização. Eles são 27º na liga, em golos marcados, sendo que o seu melhor marcador é o veterano Jaromir Jagr. Por isso mesmo, se os Devils querem ir longe nos Playoffs têm de encontrar um jogador que consiga marcar golos. Como moeda de troca têm Brodeur. O guarda-redes pode ser usado para reforçar o plantel, mas não será fácil encontrar uma equipa que agrade a Brodeur e que esteja disposta a dar aos Devils o que eles pedem por ele.

Possíveis alvos

Chris Stewart (St. Louis Blues); P.A. Parenteau (Colorado Avalanche); Mike Cammalleri (Calgary Flames); Brad Boyes (Forida Panthers); Olli Jokinen (Winnipeg Jets).

New York Islanders

Os Islanders já estavam numa situação muito difícil antes da pausa para os Jogos Olímpicos. Agora, com John Tavares de fora para o resto da época, a hipótese de chegar aos Playoffs é mínima. O grande problema dos Islanders encontra-se na baliza, com Evgeni Nabokov e Kevin Poulin a não corresponderam às expectativas. Seria de esperar que os Isles fossem vendedores neste Trade Deadline, para tentarem reconstruir a equipa nessas áreas. No entanto, o GM Garth Snow surpreendeu tudo e todos ao adquirir Thomas Vanek aos Sabres, por Matt Moulson, uma escolha condicional na 1ª ronda no draft de 2014 e uma 2ª ronda em 2015. Esta troca é estranha porque Thomas Vanek é avançado, área onde os Islanders não tem necessidade urgenteAlem disso Vanek está em fim de contrato e não quer renovar, pelo que o mais certo é ser trocado. Talvez possa ser usado para resolver, em definitivo, a situação na baliza dos Isles.

Jogadores Disponíveis

Thomas Vanek; Andrew MacDonald; Evgeni Nabokov.

New York Rangers

Neste Trade Deadline os Rangers podem ser simultaneamente compradores e vendedores. Apesar de serem uma equipa candidata à Stanley Cup, começaram muito mal a época, mas agora encontram-se confortavelmente num lugar nos Playoffs. A equipa de Alain Vigneault tem alguns jogadores em final de contracto e não vai conseguir renovar com todos, por isso é natural que tentem trocar alguns. Ryan Callahan parece ser um deste casos. Os Rangers parecem preferir trocá-lo enquanto podem ganhar com isso. Além disto e, como são assumidos candidatos à Stanley Cup, os Rangers também vão querer colmatar algumas falhas mais imediatas.

Possíveis alvos

Chris Stewart (St. Louis Blues); Jamie McGinn (Colorado Avalanche); Dan Boyle (San Jose Sharks).

Philadelphia Flyers

Tal como os Rangers, os Flyers tiveram um início de época desastroso. A falta de produção de Claude Giroux era um dos problemas, que está resolvido. Giroux está de volta à sua forma habitual. De volta à corrida aos Playoffs, os Flyers devem ser compradores neste Trade Deadline.  Os Flyers têm vários avançados de grande qualidade, pelo que a sua fraqueza encontra-se na defesa. Os veteranos Kimmo Timonen e Mark Streit estão em declínio. Um jogador temporário pode servir as necessidades dos Flyers e sair-lhes mais barato. Para o conseguirem podem ter de abdicar de um avançado, o que não será um problema.

Possíveis alvos

Tom Gilbert (Florida Panthers); Kyle Quincey (Detroit Red Wings); Henrik Tallinder (Buffalo Sabres).

Pittsbutgh Penguins

Os Penguins têm tido uma época regular tranquila. No entanto, nos últimos anos, a carreia nos Playoffs tem sido curta e a prestação de Marc-Andre Fleury duvidosa. A equipa é muito equilibrada, e mesmo com o AVC de Kris Letang a defesa tem estado muito bem. Ainda assim o GM Ray Shero é conhecido por fazer mexidas nesta altura, pelo que o mais provável será tentar preencher o lugar do lesionado Pascal Dupuis na ala direita. Apesar de ter muitos jogadores jovens, é pouco provável que Ray Shero esteja disposto a abdicar deles para colmatar uma situação temporária.

Possíveis alvos

Ales Hemsky (Admonton Oilers); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Mike Cammalleri (Calgary Flames); Tim Thomas (Florida Panthers).

Washington Capitals

Os Capitals estão numa luta acesa pelo último lugar de acesso aos Playoffs. Os Capitals têm um dos melhores jogadores do mundo, Alex Ovechkin que está muito bem acompanhado na frente por Nicklas Backstrom e Mikhail Grabovski. Na baliza, os Capitals também estão seguros, pelo que o seu maior problema é a defesa. Mike Green, John Carlson e Karl Alzner já provaram há muito o seu valor, mas o resto da defesa dos Caps é muito jovem e inexperiente. Um problema de George McPhee é a falta de moeda de troca.  Não há muitos jogadores disponíveis. Mike Green é uma possibilidade. Ainda assim há que ter sangue frio e racionalidade. Este não será, em principio, o ano dos Caps e por isso devem procurar uma solução temporária para puderem ser competitivos nos Playoffs, sem sacrificarem as suas escolhas no draft ou os seus prospects mais valiosos.

Possíveis alvos

Chris Phillips (Ottawa Senators); Joe Corvo (Ottawa Senators); Dmitry Kulikov (Florida Panthers); Ryan Miller (Buffalo Sabres).

Anúncios

Trade Deadline: Divisão Atlântico

Boston Bruins

Os Bruins já são uma equipa bastante forte e que não precisam de muitas mexidas. Patrice Bergeron e Zdeno Chara garantem a segurança defensiva, enquanto a linha de David Krejci, Jarome Ignila e Milan Lucic é uma ameaça constante à baliza do adversário. A única área onde os Bruins podem melhorar é a defesa. Com a lesão de Dennis Seidenberg, os Bruins ainda não conseguiram encontrar outro parceiro para Chara. Torey Krug é um defesa aventureiro, mais adaptado a um papel secundário, e Dougie Hamilton ainda está a meio do seu desenvolvimento. Peter Chiarelli pode tentar adquirir um defesa temporário para suprir a falta de Seidenberg.

Possíveis alvos

Andrew MacDonald (New York Islanders); Tom Gilbert (Florida Panthers).

Buffalo Sabres

Todas. Os Sabres são últimos na NHL em golos marcados, 24º em golos sofridos e 27º no powerplay. Esta é claramente uma equipa em reconstrução, e que vai utilizar o Trade Deadline para renovar a sua pool de prospects. Vários dos jogadores mais veteranos do plantel estão disponíveis, incluindo Ryan Miller e Steve Ott. Tim Murray vai tentar obter o máximo possível em troca destes jogadores, quer seja na forma de escolhas no Draft ou de jogadores jovens. Esta não é a altura de procurar “aquele jogador” que falta. É altura de construir uma equipa nova.

Jogadores Disponíveis

Ryan Miller; Steve Ott; Matt Moulson.

Detroit Red Wings

Os Red Wings têm enfrentado muitas lesões esta época, o que tem dificultado a sua transição para a Conferência Este. Apenas dois jogadores do plantel principal, Drew Miller e Kyle Quincey, participaram em todos os jogos dos Red Wings. Pavel Datsyuk, Johan Franzen, Stephen Weiss, Henrik Zetterberg, Jimmy Howard e Daniel Alfredsson falharam pelo menos 10 jogos, devido a lesão. A equipa de Detroit pode melhorar em todos os aspectos do seu jogo, principalmente na defesa, mas vaga de lesões permitiu que vários jogadores mais jovens se mostrassem. A organização sabe agora o valor de jogadores como Tomas Tatar, Gustav Nyquist e Dan DeKeyser, não estando disposto a abdicar deles. No entanto, Ken Holland está sempre à procura de maneiras de melhorar a sua equipa.

Possíveis alvos

Andrew MacDonald (New York Islanders); Thomas Vanek (New York Islanders); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Mike Cammalleri (Calgary Flames); Henrik Tallinder (Buffalo Sabres).

Florida Panthers

Os Panthers ainda são uma equipa a olhar para o futuro. O GM dos Panthers, Dale Tallon, disse que Aleksander Barkov é o seu melhor jogador e ele tem apenas 18 anos. Para além de Barkov e Jonathan Huberdeau, ninguém está a salvo. A dupla defensiva de Brian Campbell e Tom Gilbert tem sido um dos poucos pontos positivos da época dos Panthers, que podem aproveitar para lucrar com estes jogadores no Trade Deadline. Campbell será mais difícil de movimentar devido ao seu salário elevado, mas Gilbert pode ser um alvo apetecível para as equipas que precisam de um defesa temporário e a baixo custo. Tallon irá tentar despachar o maior número possível de veteranos em troca de escolhas no Draft ou jogadores jovens.

Jogadores Disponíveis

Tom Gilbert; Dmitry Kulikov; Brad Boyes; Tim Thomas; Thomas Fleischmann.

Montreal Canadiens

Ao contrário do que parece ser a ideia generalizada, eu não acho que os Canadiens precisem de jogadores mais físicos no ataque. A equipa é rápida, principalmente os avançados, e esse é um ponto forte no qual a equipa pode construir o seu estilo de jogo. A área que a equipa de Michel Therrien necessita de reforçar é a defesa. Para além de P.K. Subban, a defesa dos Canadiens não dá garantias suficientes para uma campanha longa nos Playoffs. Andrei Markov ainda tem capacidade de passe que o fez famoso, mas a idade já começa a pesar-lhe nas pernas. Josh Gorges é um bom jogador mas o terceiro par defensivo é notoriamente mau. Os jovens Nathan Beaulieu e Jarred Tinordi podem reforçar essa área, mas era aconselhável um jogador com mais experiência.

Possíveis alvos

Andrew MacDonald (New York Islanders); Tom Gilbert (Florida Panthers); Dmitry Kulikov (Florida Panthers); P.A. Parenteau (Colorado Avalanche); Ales Hemsky (Edmonton Oilers).

Ottawa Senators

A lacuna dos Senators continua a ser a mesma da época passada: um ala para jogar ao lado de Jason Spezza. Bobby Ryan deveria ter sido esse homem, mas ele acabou por se integrar melhor ao lado de Kyle Turris e Clarke MacArthur. Milan Michalek tem estado muito abaixo do seu nível, o que torna esta necessidade ainda mais urgente. A grande dificuldade da equipa de Bryan Murray tem sido manter o disco fora da sua baliza. Assim, a equipa precisa de um ala que para além de jogar bem ao lado de Spezza consiga minimizar as fragilidades defensivas do capitão dos Sens.

Possíveis alvos

Ryan Callahan (New York Rangers); Ales Hemsky (Edmonton Oilers); P.A. Parenteau (Colorado Avalanche); Steve Ott (Buffalo Sabres); Chris Stewart (St. Louis Blues).

Tampa Bay Lightning

Não se espera que os Lightning sejam uma equipa muito movimentada no Trade Deadline. Tirando Martin St Louis, a equipa é uma das mais jovens da liga. Apesar da boa época, o núcleo duro da equipa ainda está em fase de desenvolvimento e a um par de anos de se puder candidatar seriamente à Stanley Cup. Um veterano como Ryan Malone, na fase descendente da sua carreira, pode ser dispensável, no sentido de melhorar a equipa. A defesa precisa de uns retoques, mas nesta altura não faz sentido que os Lightning recorram a um jogador temporário.

Possíveis alvos

Andrew MacDonald (New York Isalandres); Henrik Tallinder (Buffalo Sabres).

Toronto Maple Leafs

Não é difícil identificar a principal área a melhorar nos Maple Leafs. Jonathan Bernier e James Reimer têm sido uma das melhores duplas de guarda-redes da NHL, mas mesmo assim, os Leafs estão na segunda metade da tabela em golos sofridos. A equipa sofre muitos remates e precisa de jogadores que consigam tirar o disco da zona defensiva em segurança. Com a chegada de Tim Gleason, Dion Phaneuf ganhou outra liberdade e já não é tão sobrecarregado como dantes. No entanto, Gleason não é uma solução de futuro e os Leafs continuam a precisar de um jogador para os primeiros dois pares defensivos. Dave Bolland termina contracto no fim desta época e caso não renove pode ser utilizado como moeda de troca.

Possíveis alvos

Andrew MacDonald (New York Islanders); Dmitry Kulikov (Florida Panthers); Ales Hemsky (Edmonton Oilers); Sam Gagner (Edmonton Oilers).

Trade Deadline: Divisão Pacífico

Anaheim Ducks

Uma das coisas boas de ser o primeiro classificado da liga é que se pode não fazer nada no Trade Deadline e mesmo assim, fazer a coisa certa.  Mas quando uma equipa é uma das favoritas à Stanley Cup, é difícil resistir à tentação de melhorar algum ponto fraco. Se os Ducks fizerem alguma coisa no Trade Deadline deverá envolver os seus guarda-redes. Jonas Hiller é o titular, mas o jovem Fredrik Anderseen tem provado ser uma boa opção. Os Ducks ainda têm Viktor Fasth e a estrela em ascensão John Gibson. Um destes jogadores pode interessar a outra equipa e permitir aos Ducks fortalecerem-se ainda mais.

Possíveis alvos

Thomas Vanek (New York Islandres); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Andrew MacDonald (New York Islandres); Henrik Tallinder (Buffalo Sabres); Christian Ehrhoff (Buffalo Sabres).

Calgary Flames

Os Flames precisam de tudo. A equipa tem jogadores jovens e com potencial como Mickael Backlund, Sean Monahan e Joe Colborne. No entanto todos os outros são joagadores dispensáveis e que podem ser trocados, de maneira a preparar o futuro. Na baliza, Karri Ramo e Reto Berra têm desenrascado, mas os Flames precisam de um sério upgrade nesta posição. A contratação de um novo guarda-redes pode ser a maneira mais rápida de melhorar a equipa. A defesa também precisa de maior mobilidade e juventude, mas construir uma equipa a partir da baliza é sempre um bom princípio.

Jogadores Disponíveis

Lee Stempniak; Mike Cammalleri.

Edmonton Oilers

Esta acabou por ser mais uma época desapontante dos Oilers. A equipa que chegou a escolher em 1º no Draft durante 3 anos consecutivos vai falhar os Playoffs mais uma vez. A equipa está cheia de jovens talentos, mas em algum momento os Oilers terão que reforçar a sua defesa. Eles têm apenas um defesa (Andrew Ference) com contracto para a próxima época e têm feito pouco para melhorar uma das piores defesas da NHL nos últimos anos. Na baliza, os Oilers ainda têm algumas questões, apesar dos bons desempenhos do recém adquirido Ben Scrivens. Scrivens tem sido um supelente durante toda a sua carreira e poderá ter uma oportunidade em Edmonton para mostrar que tem qualidade para ser titular. No entanto o seu contracto termina no fim do ano. E os Oilers continuam à procura de uma solução estável para aquela posição.

Jogadores Disponíveis

Ales Hemsky; Sam Gagner; Nick Schultz; Ilya Bryzgalov.

Los Angeles Kings

Olhando para o plantel, fica claro que os Kings precisam de ajuda no ataque. A equipa de LA tem o menor número de golos sofridos na Conferência Oeste, mas tem grandes dificuldades em marcar golos. A defesa é muito forte e Jonathan Quick é um dos melhores guarda-redes da liga, mas nos Playoffs é preciso ser um perigo constante para a baliza do adversário. Podia ser útil aos Kings reforçar a posição de ala, onde apenas Jeff Carter mostra alguma capacidade finalizadora, O negócio ideal seria adquirir um jogador veterano em fim de contracto, cujo preço seria mínimo e não obrigaria os Kings a hipotecar os eu futuro.

Possíveis alvos

Thomas Vanek (New York Islandres); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Mike Cammalleri (Calgary Flames); Andrew Ladd (Winnipeg Jets); Ray Witney (Dallas Stars).

Phoenix Coyotes

O GM dos Coyotes, Don Maloney já afirmou que a sua equipa não será vendedora no Trade Deadline. Um avançado, particularmente um ala esquerdo seria a maior necessidadedos Coyotes. Segundo Maloney, os Coyotes querem adquirir um jogador sem mexerem no actual plantel, por isso um jogador em fim de contracto em troca de uma escolha no Draft poderá ser a estratégia seguida. O terceiro par defensico também podia ser melhorado, mas Maloney já afirmou que está satisfeito com os jogadores que tem à sua disposição.

Possíveis alvos

Ray Witney (Dallas Stars); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Brad Boyes (Florida Panthers).

San Jose Sharks

A equipa dos Sharks foi construída a partir do Draft, mas foram as trocas que permitiram a melhoria registada este ano. O GM Doug Wilson trocou jogadores veteranos como Ryan Clowe, Douglas Murray e Michal Handzus por escolhas no Draft. Isso abriu espaço para a entrada de jogadores jovens que vieram aumentar a velocidade e criatividade do jogo dos Sharks. Esta época é provável que os Sharks tentem reforçar a equipa para um ataque à Stanley Cup. A equipa é muito forte na posição de Centro, mas um novo ala poderia dar jeito, principalmente devido à lesão de Tomas Hertl.

Possíveis alvos

Ray Witney (Dallas Stars); Lee Stempniak (Calgary Flames); Ales Hemsky (Edmonton Oilers).

Vancouver Canucks

Os Canucks encontram-se numa encruzilhada. Os irmãos Sedin não caminham para novos e a janela de oportunidade para ganhar uma Stanley Cup com esta equipa está a fechar-se rapidamente. Para piorar a situação, a equipa de John Tortorella encontra-se foram de um lugar de apuramento para os Playoffs. O GM Mike Gillis ainda não parece disposto a reconstruir a equipa e por isso os Canucks  deverão tentar reforçar-se. Nos últimos dias surgiram rumores de que Ryan Kesler terá pedido para ser trocado. A ser verdade, isso pode mudar cpmpletamente a forma dos Canucks abordarem o Trade Deadline. Um jogador do calibre de Kesler  pode atrair muito interesse e permitir aos Canucks terem um bom retorno.

Possíveis alvos

Thomas Vanek (New York Islandres); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Ryan Callahan (New York Rangers); Mike Cammalleri (Calgary Flames).

 

Trade Deadline: Divisão Central

Chicago Blackhawks

Não há muito a melhorar nesta equipa. Mesmo que queira, Scott Bowman não tem muito espaço salarial para se movimentar no mercado. Os Blackhawks têm alguns jogadores em fim de contracto que podem tentar trocar, mas ainda assim o espaço salarial será insuficiente para fazer uma trocar com verdadeiro impacto. Num mundo ideal, os Blackhawks gostariam de encontrar um jogador para o lugar de centro de segunda linha. No entanto, a aquisição mais realista passará por um defesa para jogar ao lado de Nick Leddy no terceiro par defensivo. Para a possível apatia da equipa de Chicago no Trade Deadline, também contribui o facto de já se terem reforçado, ao longo da temporada, com jogadores como Kris Versteeg, Peter Regin e Pierre-Marc Bouchard.

Possíveis alvos

Steve Ott (Buffalo Sabres); Clayton Stoner (Minnesota Wild).

Colorado Avalanche

Apesar de se encontrarem bem colocados na classificação, os Avalanche ainda estão longe de serem um candidato sério à Stanley Cup. A equipa ainda é jovem, tem um estilo de jogo apelativo, mas a  sua capacidade de controlar o jogo deixam muito a desejar. A defesa é um clara prioridade. Para além de Erik Johnson e Jan Hejda, não existe nenhum defesa nos Avalanche com o nível desejável para uma equipa que quer competir nos Palyoffs. Por isso, a equipa de Patrick Roy deverá ser uma das muitas a tentar atrair os poucos defesas que estarão disponíveis no Trade Deadline. Outra necessidade da equipa passa por jogadores com boa posse do disco e inteligentes que ajudem a balancear o estilo de jogo frenético dos seus jogadores mais jovens.

Possíveis alvos

Dan Girardi (New YorkRangers); Andrew MacDonald (New York Isalandres); Ales Hemsky (Edmonton Oilers); Dmitry Kulikov (Florida Panthers).

Dallas Stars

Os Stars encontram-se numa posição delicada. Com algumas trocas acertadas, podem conseguir colocar-se num lugar de apuramento para os Playoffs, mas se mexerem demasiado podem perder algum do ímpeto que têm ganho nos últimos meses. O que a equipa precisa mesmo é de uma segunda linha competente, de maneira a retirar alguma pressão da dupla Jamie Benn e Tyler Seguin. Apesar de ter duas das melhores jovens promessas da NHL, os Stars ainda não têm a profundidade necessária para competir no Oeste. Se porventura os Stars decidirem gastar as suas fichas neste ano, a prioridade deverá ser um defesa que substitua o lesionado Stephane Robidas.

Jogadores Disponíveis

Ray Witney; Sergei Gonchar; Erik Cole; Shawn Horcoff e Vernon Fiddler.

Minnesota Wild

A equipa dos Minnesota Wild tem sofrido alterações profundas nos últimos anos, mas os resultados continuam a ser os mesmos. A equipa encontra-se num lugar de apuramento para os Playoffs, com uma vantagem muito pouco confortável sobre os Stars e os Coyotes. Mesmo com as grandes aquisições de Zach Parise e Ryan Suter, os Wild continuam com dificuldades para se aformar no Oeste. A prioridade é, e sempre foi, a baliza. É inevitável pensar que a solução para os problemas dos Wild pode passar por Ryan Miller. Outro jogador que faria muito sentido  é Thomas Vanek. O Austríaco jogou Hockey Universitário no Minnesota  e seria o jogador ideal para a segunda linha dos Wild.

Possíveis Alvos

Ryan Miller (Buffalo Sabres); Thomas Vanek (New York Isalandres); David Legwand (Nashville Predators).

Nashville Predators 

Se os Predators estivessem compradores, eles andariam à procura de jogadores capazes de marcar golos. Com o aproximar do regresso de Pekka Rinne, os Predators já não procuram activamente um guarda-redes para o substituir, portanto a estratégia de David Poile vai passar por utilizar alguns dos seus veteranos para adquirir escolhas no Draft que lhe permitam continuar a construção desta equipa. Poile não é homem de correr muitos riscos mas é seguro dizer que, à excepção de Shea Weber e Seth Jones, todos estão disponíveis.

Jogadores Disponíveis

David Legwand; Matt Cullen; Ryan Ellis e Colin Wilson.

St. Louis Blues

Os St. Louis Blues tem uma equipa muito forte e equilibrada, não tendo nenhuma necessidade urgente para satisfazer neste Trade Deadline. Por isso não é de estranhar se o GM Doug Amstrong não fizer qualquer movimentação. A dupla Jaroslav Halak e Brian Elliott não tem estado ao nível dos outros anos e existe a possibilidade de os Blues irem atrás de um dos guarda-redes disponíveis no mercado. Os Blues assumem-se como um dos candidatos à Stanley Cup, por isso faz todo o sentido adquirir um jogador temporário. Como têm grande profundidade na posição de centro, um ala veterano pode ser a peça que falta aos Blues para o ataque aos Playoffs.

Possíveis alvos

Thomas Vanek (New York Isalandres); Matt Moulson (Buffalo Sabres); Ryan Miller (Buffalo Sabress); Steve Ott (Buffalo Sabres); Ryan Callahan (New York Rangers); Mike Cammalleri (Calgary Flames).

Winnipeg Jets

Se os Jets estiverem interessados em reforçar a sua equipa deverão olhar primeiro par a defesa. Mas é improvável que os Jets falam muitas mexidas. A equipa está longe de um lugar nos Palyoffs e os seus problemas não se vão resolver tão facilmente. A baliza é um claro ponto fraco e talvez o principal responsável pela falta de competitividade dos Jets. Apesar do contracto dispendioso, Ondrej Pavelec é um guarda-redes abaixo da média. Ryan Miller podia fazer muito jeito ao Jets, mas não me parece que o guarda-redes Americano esteja muito interessado em mudar-se para Winnipeg. O mais provável será os Jets tentarem “vender” alguns dos seus jogadores mais velhos.

Jogadores Disponíveis

Andrew Ladd; Dustins Byfuglien; Olli Jokinen; Devin Setoguchi.