Craig Anderson dá aos Senators espaço para respirar

Foi na melhor altura que Craig Anderson decidiu registar a sua primeira vitória em quase dois meses.

O guarda-redes dos Senators, que falhou 19 jogos em resultado de um lesão no tornozelo, fez 33 defesas sem sofrer qualquer golo no jogo de sexta-feira. Os Senators derrotaram os New Jersey Devils por 2-0 e têm agora 2 pontos de vantagem sobre os New York Islanders, consolidando o seu 6º Lugar na Conferência Este. Os Toronto Maple Leafs estam em 5º, a apenas 1 ponto de distância.

Anderson foi espectacular entre os postes mas também deu que falar fora deles. Durante uma sequência caótica no segundo período, Anderson acertou com a cabeça do seu stick na cara do luso-descendente Adam Henrique.

Segundo as regras esta acção é merecedora de 5 minutos de penalidade. Como os árbitros não se aperceberam da infracção, Brendan Shanahan e o Departamento de Segurança devem ter qualquer coisa a dizer. Anderson merece uma suspensão? 

Anúncios

Lupul suspenso por 2 jogos

A NHL suspendeu Joffrey Lupul por dois jogos pela placagem sobre Victor Hedman dos Tampa Bay Lightning no jogo de quarta-feira. O avançado dos Toronto Maple Leafs tinha regressado há dois jogos depois de ter partido o antebraço no ínicio da época.

Lupul recebeu 2 minutos de penalidade por placagem ilegal à cabeça, enquanto que Hedman precisou de receber assistência nos balneário mas acabou por regressar ao jogo.

No fim do jogo, Lupul tentou explicar a jogada. “Eu não me apercebi que o tinha atingido na cabeça,” disse Lupul. “Depois vi que ele se tinha magoado. Tenho que ver a repetição mas não tinha intenção de lhe acertar na cabeça.”

Para além dos jogos, Lupul também vai perder $45 mil dólares do seu salário.

Perry suspenso por 4 jogos

A NHL suspendeu o avançado dos Anaheim Ducks, Corey Perry, por 4 jogos pela placagem a Jason Zucker na terça-feira.

“Apesar de todos os jogadores terem que estar atentos ao que se passa à sua volta, é perfeitamente compreensível que naquela situação Zucker não esperasse ser atingido, tanto tempo depois de se ter livrado do disco,” disse Rob Blake, do Departamento de Disciplina da NHL, deixando claro que Perry atingiu Zucker 1 segundo depois deste ter largado o disco.

“Apesar da jogada se desenvolver rapidamente, Perry tem tempo suficiente para evitar o contacto, ou pelo menos, minimizá-lo.”

Perry vai falhar assim os jogos com os Dallas Stars (14/03), St. Louis Blues (16/03), San Jose Sharks (18/03) e Chicago Blackhawks (20/03). Regressa no dia 22 de Março, frente aos Detroit Red Wings.

Perry também perdeu 115 mil e 135 dólares do seu salário, que vai para o Fundo de Emergência dos Jogadores.

Corey Perry expulso frente aos Wild

A estrela dos Ducks, Corey Perry vai certamente receber uma chamada de Brendan Shanahan depois desta placagem sobre o avançado dos Minnesota Wild Jason Zucker.

Perry foi expulso e a equipa ficou com um jogador a menos durante 5 minutos por interferência. Zucker foi imediatamente assistido e não voltou mais ao jogo.

No fim do jogo, Perry mostrou-se arrependido. “Eu estava decido a placar o jogador, já não podia parar,” disse Perry. “Foi muito duro. Aconteceu tudo tão depressa. É lamentável”

Perry terá mesmo enviado uma mensagem a Zucker para pedir desculpa, apesar de frisar que nunca foi sua intenção magoar o seu colega de profissão.

“Eu não ando aí a tentar lesionar os outros,” disse Perry. “Não é a minha maneira de ser. Não sou assim.”

Os Ducks acabaram por vencer o jogo por 2-1. Perry já foi suspenso por quatro jogos em 2009 por uma cotevelada ao centro dos Philadelphia Flyers, Claude Giroux.

Shanaban para Benn?

O avançado dos Dallas Stars, Jamie Benn, foi expulso no jogo de quinta-feira frente aos Edmonton Oilers por um cross check nas costas de Ryan Jones.

O incidente aconteceu com 4 minutos para acabar o jogo, já os Oilers venciam confortavelmente por 5-1, que acabou por ser o resultado final.

Uma chamada de Brendan Shanahan pode estar na calha. Benn aproveitou a distracção do seu adversário e empurrou-o violentamente pelas costas, com a ajuda do seu stick.

Jamie Benn não é um jogador violento, o que será uma atenuante no julgamento deste incidente, mas um misto de frustração e vingança pode ter levado a este comportamento anormal. Minutos antes, Ryan Jones tinha embatido contra o guarda redes dos Stars Kari Lehtonen, sem qualquer penalização.

O disco estava bem longe de Ryan Jones, completamente alheio ao que estava prestes a acontecer. Por outro lado, Benn não tem qualquer antecedente de jogo violento. De qualquer maneira, Brendan Shanahan vai analisar esta situação com muita atenção.

Vai haver suspensão? Ou apenas uma multa pesada?

Brayden Schenn corre risco de suspensão

Todos os fãs da NHL têm uma lista enorme de coisas que sentiram falta durante o Lockout. Na lista de muita gente (pelo menos na minha), a seguir ao hóquei propriamente dito, vêm os vídeos de Brendan Shanahan a distribuir suspensões como se fossem pares de meias em dia de feira.

Videos esses que proporcionaram um dos melhores momentos do espectáculo de entrega dos prémios da NHL, numa série de scketches em que Will Arnett vestiu a pele de Shana-Man.

Na noite de ontem, Shanahan identificou aquela que pode ser a sua primeira vítima da época de 2013. Brayden Schenn vai ser ouvido pela comissão disciplinar da NHL. Em causa está uma placagem que o jogador dos Philadelphia Flyers efectuou sobre Anton Volchenkov dos New Jersey Devils, no jogo de ontem à noite.

Será que esta placagem é merecedora do primeiro Shanaban da época?

Na sequência de uma troca de linhas rápida, Schenn sai do banco, ganha velocidade na direcção de Volchenkov e acerta-lhe logo após o defesa dos Devils se desfazer do disco. Na repetição fica claro que Schenn levanta os pés do chão, mas a questão crucial na decisão vai ser o ponto de contacto.

Não me parece que o contacto tenha sido primordialmente na cabeça, apesar das imagens não serem totalmente esclarecedoras, mas é suficientemente imprudente para merecer uma multa. É bom recordar que o novo CBA veio mudar os montantes aplicados e agora as multas podem ir até aos $10 mil dólares.

Da maneira como Schenn se dirigiu directamente a Volchenkov deve haver algo por trás desta situação. Durante o jogo não reparei em nada. Talvez tenha sido uma pequena vingança exercida sobre Volchenkov, que no ano passado quis dar uma lição ao então rookie Schenn.

Actualização: E aí está ele! O primeiro Shana-Vídeo da época, servido com a primeira Shanaban!

Estou muito surpreendido pela decisão. Não me pareceu haver evidência suficiente para suspender o jogador, ainda mais sendo a sua primeira infracção. Com esta suspensão, Shanahan quer enviar um aviso aos jogadores que não vai permitir este tipo de lance.

Outra critica que se pode fazer é a ausência de Brendan Shanahan. A voz é imponente, mas é preciso dar a cara quando se está a servir justiça.