Sam Gagner foi um Lightning por poucas horas

467874925_slide

Não seria uma off-season da NHL sem rumores sobre Sam Gagner. Ontem, o centro de 24 anos foi finalmente trocado para os Tampa Bay Lightning, em troca de Teddy Purcell. Esta troca veio dois dias antes da activação do no-trade clause que existe no contrato de Gagner.

A aquisição de Sam Gagner não fazia sentido no plantel dos Lightning. A equipa da Florida está bem apetrechada na posição de centro, com Steven Stamkos, Valtteri Filppula e Tyler Johnson. Alguns analistas avançaram a hipótese de Gagner passar a jogar numa ala, mas a ideia de Steve Yzerman era outra. Passadas poucas horas, Gagner foi trocado novamente, desta vez para os Phoenix Coyotes juntamente com B.J. Crombeen, em troca de uma 6ª ronda no Draft de 2015.

Não é a primeira vez que Yzerman faz este tipo de movimentações. Em 2012, fez o mesmo com Kyle Quincey. Yzerman não se ficou por aqui e ainda enviou Nate Thompson para os Anaheim Ducks, em troca de uma 4ª e um 7ª ronda no Draft de 2015. Com estas trocas, os Lightning aliviaram mais de $7 milhões de dólares na folha salarial, receberam 3 escolhas no Draft e ainda abriram espaço no plantel para os jovens jogadores que têm no sistema.

Para os Oilers, a troca faz menos sentido. Apesar dos constantes rumores, os Oilers não obtiveram aquilo que precisavam. Teddy Purcell é um bom jogador, mas, que eu saiba, ainda não joga à defesa. Com a saída de Gagner, os Oilers ficam sem centro para a 2ª linha. A menos que estejam a pensar colocar Leon Draisaitl já na equipa principal, deverão ter que recorrer à free agency para tapar este buraco.

Anúncios

Frustraçao evidente na derrota dos Oilers por 8-1 frente aos Flames

Pela 2ª vez esta época, um adepto dos Oilers atirou a sua camisola para dentro da pista. Aconteceu durante o 3º período de uma das piores derrotas da história do clube. Os Edmonton Oilers perderam por 8-1 em casa, às mãos dos rivais Calgary Flames (que não são propriamente os Harlem Globetrotters da NHL).

O guarda-redes Ben Scrivens não aceitou a situação e atirou a camisola de novo para a bancada.

20140323-120851.jpg

Scrivens disse depois do jogo: “Um adepto pode dizer e fazer o quiser. Pode chamar-me os nomes que quiser. Mas aquele emblema é uma coisa sagrada para nós e custa-me ver que os nossos adeptos o tratam desta maneira.”

Depois de terminarem o 1º período empatado a um golo, os Oilers sofreram quatro golos no 2º e mais três no 3º. A frustração dos Oilers era evidente. Taylor Hall atirou uma garrafa de água para dentro do banco que acabou por molhar o treinador Dallas Eakins. Eakins e Hall trocaram algumas palavras mais acesas na sequência desse momento.

Antevisão: Rangers – Oilers

Os New York Rangers vão receber hoje os Edmonton Oilers, em directo na SportTv 3, a partir das 00:00. Os Rangers vão procurar a 5ª vitória consecutiva, depois de terem despachado os Colorado Avalanche por 5-1 na terça-feira.

Depois de um início complicado, a época dos Rangers está a entrar nos eixos. Henrik Lundqvist recuperou o estatuto de melhor guarda-redes do mundo e o ataque começou a aproveitar as oportunidades criadas. Apesar da grande forma do King, Alain Vigneault decidiu escolher Cam Talbot para este jogo, com Lundqvist a defrontar os Penguins amanhã à noite.

Os Oilers têm 4 vitórias nos últimos 5 jogos, mas o recente sucesso não é sinal de melhoria. Essas vitórias deveram-se a grandes exibições de Ben Scrivens, que defendeu 96 remates só nos últimos 2 jogos. Se os Oilers não melhorarem o seu nível exibicional, Scrivens vai ter que ser excepcional outra vez, para dar uma oportunidade à sua equipa.

Philip Larsen foi colocado na injury reserve pelos Edmonton Oilers, devido a uma doença não divulgada. Do lado dos Rangers, Derek Dorsett continua a ser o único jogador indisponível, com uma fractura na fíbula.

Alinhamento dos Rangers

Chris Kreider – Derek Stepan – Rick Nash
Carl Hagelin – Brad Richards – Ryan Callahan
Benoit Pouliot – Derick Brassard – Mats Zuccarello
Brian Boyle – Dominic Moore – Daniel Carcillo

Ryan McDonagh – Dan Girardi
Marc Staal – Anton Stralman
John Moore – Kevin Klein

Cam Talbot

Alinhamento dos Oilers

Taylor Hall – Ryan Nugent-Hopkins – Nail Yakupov
David Perron – Sam Gagner – Jordan Eberle
Matt Hendricks – Boyd Gordon – Ales Hemsky
Luke Gazdic – Ryan Smyth – Ryan Jones

Andrew Ference – Mark Fraser
Jeff Petry – Martin Marincin
Nick Schultz – Justin Schultz

Ben Scrivens

Datsyuk a ser Datsyuk

Marcar um golo na própria baliza é uma das piores coisas que podem acontecer a qualquer jogador, de qualquer desporto. Jeff Petry ficou a perceber bem porquê na derrota dos Oilers por 3-2, frente aos Red Wings na sexta-feira.

Durante um penalty kill, numa altura em que a sua equipa vencia por um golo, Petry bateu inadvertidamente o seu próprio guarda-redes, Devan Dubnyk, depois de um remate de longe de Niklas Kronwall.

Parece que Petry estava a tentar tirar o disco da frente da baliza, mas acabou por colocá-lo dentro desta. O golo foi dado a Kronwall e os Red Wings empatavam o jogo 2-2.

Os Red Wings, que chegaram a estar a perder por 2-0 já no 3º período, acabaram mesmo por vencer o jogo no prolongamento, com um golo de Pavel Datsyuk. Um golo que só Datsyuk pode marcar.

Coitado do Jeff Petry. Depois de ter marcado um golo na própria baliza, é batido por Datsyuk daquela maneira. Tinha sido um bom dia para ficar na cama.

Nota: Para este post não ficar excessivamente pró-Datsyuk, aqui fica o primeiro golo dos Edmonton Oilers, também ele uma belíssima jogada de Taylor Hall.

Oilers caminham para o fundo da Conferência Oeste

Os Edmonton Oilers não marcaram nenhum golo nos últimos dois jogos. Esta não é a receita para o sucesso.

Na sexta-feira, um dia depois de terem perdido 3-0 com os Detroit Red Wings, os Oilers foram goleados por 6-0 pelos Nashville Predators. Os Predators não são uma equipa com grande caudal ofensivo, bem pelo contrário (2.12 golos por jogo, últimos na NHL).

Mas não é preciso muita criatividade quando se consegue marcar golos da linha vermelha.

Devan Dubnyk já teve melhores dias, e os Oilers só esperam que a sua imitação de Vesa Toskala fique por aqui.

O trio de jovens estrelas dos Oilers, Ryan Nugent-Hopkins, Taylor Hall e Jordan Eberle, acabou o jogo com -9 combinado. Os Oilers perderam todos os 5 jogos que disputaram no início do mês de Março e estão agora 1 ponto acima dos Blue Jackets, últimos classificados da Conferência Oeste.

“É inaceitável. Não podemos estar dois jogos sem marcar um único golo,” admitiu Nugent-Hopkins, que tem 1 golo em 23 jogos.