Leafs pensam em separar JVR e Kessel

James van Reimsdyk
Frank Gunn/The Canadian Pres

Os Toronto Maple Leafs têm muito problemas, mas a dupla James van Reimsdyk e Phil Kessel não é um deles. Os dois foram os melhores marcadores da equipa na época passada e participaram em 30% dos golos dos Leafs. Fizeram parte da 2ª linha mais produtiva da liga, combinando para um total de 190 pontos. Só por isso, seria de evitar mexer num dos pontos fortes da equipa. No entanto, separar a 1ª linha dos Leafs faz mais sentido do que parece à primeira vista.

No primeiro dia do training camp, Randy Carlyle, o treinador dos Maple Leafs, constatou que tem várias opções para a 1ª linha que vão para além de James van Reimsdyk, Tyler Bozak e Phil Kessel. Um dos principais problemas dos Leafs na época passada foi a produção ofensiva para lá dessa 1ª linha. Para além de van Reimsdyk e Kessel, nenhum outro jogador ultrapassou a barreira dos 50 pontos. Separar os dois pode ajudar a equilibrar melhor o alinhamento e, assim, construir um ataque mais potente.

Os Leafs têm outro jogador que se dá bem com Kessel: Joffrey Lupul. Nas últimas 3 épocas, Lupul passou sensivelmente metade do seu tempo de jogo (em 5v5) ao lado de Kessel, onde facturavam a um ritmo de 3.7 golos por 60 minutos de ice time. Nos minutos em que não estava com Kessel, esse número desceu para os 2.5 golos/60 min. Os números de van Reimsdyk também são mais baixos quando não está com Kessel, mas não tão baixos como os de Lupul. Para além disso, ele já tinha demonstrado capacidades em Philadelphia.

James van Reimsdyk também poderia ajudar a revitalizar os números de Nazem Kadri. Pode desviar mais as atenções dos defesas e dar espaço à criatividade do centro. Quem sabe se isso não será o que falta para Kadri deixar de ser um jogador de 50 pontos por época para passar a ser um de 70. Certamente o seu “casamento” com Lupul e Clarkson não está a funcionar e há que experimentar outras soluções.

Estamos ainda numa fase precoce. Daqui até ao começo da época ainda vão ser experimentadas muitas combinações diferentes. Nos Leafs e em todas as outras equipas da NHL. Este é o momento para os treinadores perceberem quais e quantas são as opções que têm à sua disposição. Nada é de pedra e cal nesta altura. Tudo pode mudar radicalmente, mas é reconfortante saber que os Leafs estão abertos à mudança e a procurar soluções para fazer evoluir a equipa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s