Crónica: Kings – Ducks

O dia foi de festa no Dodger Stadium. 54 mil pessoas assistiram a um jogo de hockey na Califórnia, com KISS ao intervalo e muitos outros motivos de interesse, incluindo fogo de artifício, aulas de yoga e voleibol de praia. Este jogo quebrou finalmente todas as fronteiras do hóquei no gelo. O hockey é um desporto global e que pode ser apreciado em qualquer ponto geográfico, mesmo que seja na solarenga Califórnia ou no nosso pequeno Portugal.

Para as equipas, o jogo era a sério. Mesmo com o ambiente único à sua volta, os jogadores sabiam que os dois pontos em disputa eram reais e a sua dedicação mostrou-se do início ao fim. Os Ducks acabaram por vencer por 3-0, aumentando a sua vantagem na liderança da Divisão Pacífico.

Os Ducks aproveitaram melhor as condições especiais do jogo. O gelo estava bom, mas não permitia uma patinagem tão rápida como é habitual dentro dos pavilhões. O próprio atrito causado pelo vento chega para diminuir a velocidade do jogo. Tiro o chapéu a Bruce Boudreau, o treinador dos Ducks, que à última hora trocou Matthieu Perreault e Jakob Silfverberg por Daniel Winnik e Tim Jackman, aumentando a capacidade física do seu plantel. Perreault e Silfverberg são dois patinadores muito rápidos que seriam irrelevantes num jogo como este.

Para além da superioridade física, os Ducks contaram com uma performance incrível do suíço Jonas Hiller. O guarda-redes dos Ducks fez 36 defesas, sem sofrer qualquer golo. Foi um jogo de afirmação para este jogador, pois da última vez que foi titular, Hiller sofreu 3 golos em pouco mais de 30 minutos na derrota por 3-2 frente aos Winnipeg Jets. Os golos dos Ducks foram marcados por Corey Perry, Matt Beleskey e Andrew Cogliano, e o seu penalty kill esteve em destaque, não permitindo qualquer golo em powerplay aos Kings.

O legado de Wayne Gretzky é enorme, mas teve particular relevância no dia de ontem. A troca de Gretzky dos Edmonton Oilers para os Los Angeles Kings em 1988 foi o primeiro momento de verdadeiro mediatismo da NHL. Na sua passagem por LA, Gretzky plantou as sementes do que agora é o hockey na Califórnia: 3 equipas candidatas à Stanley Cup e uma base de fãs cada vez maior.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s