Questões para responder no training camp – Conferência Este

Boston Bruins: Quem ocupa o lugar de Andrew Ference?

O top-4 dos Bruins está escolhido: Chara, Seidenberg, Boychuk e McQuaid. Com a saída de Ference para os Oilers, ficam dois lugares para preencher na defesa. Como a equipa não se reforçou nessa área, terão que ser os jogadores mais jovens a lutar por esses lugares. São candidatos Dougie Hamilton, Torey Krug e Matt Bartkowski, mas Mike Moore e Joe Morrow podem complicar as contas. Krug foi a sensação dos Playoffs, mas Hamilton é o jogador com mais potencial do grupo e poderá fazer parte do top-4 num futuro próximo.

Buffalo Sabres: Quantos rookies serão promovidos à equipa principal?

Não têm sido anos felizes para os Sabres. A equipa entrou numa fase de reconstrução e isso permitiu-lhe acumular uma boa quantidade de escolhas no Draft. Nos últimos dois anos, os Sabres tiveram 4 escolhas na 1ª ronda. Em 2012, escolheram Mikhail Grigorenko e Zemgus Girgensons. Este ano seleccionaram 2 defesas, Rasmus Ristolainen e Nikita Zadorov. Todos deverão ter oportunidade de se mostrar no training camp e de lutar por um lugar numa equipa que tem um dos planteis mais fracos da Conferência Este.

Detroit Red Wings: Veteranos ou jovens?

O top-6 dos Red Wings está bem definido, com a 1ª linha igual à da época passada (Zetterberg-Datsyuk-Abdelkader) e a 2ª com Frazen a jogar ao lado das duas contratações, Stephen Weiss e Daniel Alfredsson. Mas as últimas linhas estão em aberto. Os veteranos Todd Bertuzzi, Patrick Eaves, Jordin Tootoo e Mikael Samuelsson vão ter que competir por esses lugares com uma geração mais nova. Gustav Nyquist, Joakim Andersson e Tomas Tatar já fizeram parte da equipa principal a época passada e querem agora ter um papel mais relevante. Este é um bom problema para ter e comprova a excelência da prospecção que os Red Wings fazem na Europa.

Florida Panthers: Barkov para a equipa principal?

Todas as atenções no training camp dos Panthers vão-se focar em Alexander Barkov. O Finlandês foi o 2º escolhido no Draft de 2013 e vai ter a oportunidade de provar que merecer entrar já na NHL. Barkov têm a vantagem de ser um miúdo grande (1.90m) e que não precisa de ganhar muito peso, como acontece com outros rookies, uma vez que já pesa 95 quilos. Apesar de ter apenas 18 anos, Barkov já tem dois anos de experiência profissional na principal liga finlandesa, ao serviço do Tappara Tampere, onde marcou 64 pontos em 85 jogos. A NHL é muito diferente do hockey europeu, mais rápido e num espaço mais reduzido, mas Barkov reúne todas as condições para ser uma boa aposta para rookie do ano.

Montreal Canadiens: Daniel Briere na 1ª linha?

Michel Therrien quer usar o training camp para ver o que é que Briere ainda tem para oferecer à equipa de Montreal. O treinador dos Canadiens vai colocar Briere ao lado de David Desharnais e Max Pacioretty na 1ª linha. O avançado de 35 anos deve estar muito satisfeito. Percebeu que a equipa acredita nele, mesmo depois de ter sido dispensado dos Philadelphia Flyers. Tenho dúvidas que ele se manterá na 1ª linha durante toda a temporada. Com Brendan Gallagher, Lars Eller e sobretudo Alex Galchenyuk a espreitarem um lugar no top-6, competição não lhe vai faltar.

Ottawa Senators: Bobby Ryan para o lugar de Alfredsson?

Eu tenho que dizer que gosto muito desta equipa dos Senators. Mesmo sem Alfredsson, os Senators estão mais fortes e são a equipa que eu tenho mais curiosidade em ver jogar. Muito do sucesso ou não desta equipa vai depender da química desenvolvida entre Jason Spezza e Bobby Ryan. Não digo química no sentido romântico da palavra. É mais uma procura de um entendimento que possa potenciar as qualidades de cada um.

Tampa Bay Lightning: Anders Lindback ou Ben Bishop?

A situação na baliza dos Lightning está longe de ser ideal. A dupla é composta por dois guarda-redes inexperientes e que ainda não provaram ser capazes de pegar na titularidade de forma definitiva. Steve Yzerman perdeu Sebastien Caron, Cory Conacher, uma 2ª, uma 3ª e uma 4ª escolha no Draft para aquirir estes dois e não conseguiu resolver o problema. Espero que um destes guarda-redes se destaque no training camp e que possibilite à equipa lutar por um lugar nos Playoffs. É sempre uma pena ver um jogador com Stamkos ficar de fora.

Toronto Maple Leafs: Morgan Rielly está pronto para a NHL?

Eu sei que todos os holofotes em Toronto vão estar virados para a baliza e para a disputa entre Bernier e Reimer. Mas como para mim é tão claro quem é o nº 1 e porque não percebo como é que isto é sequer discutível, a minha atenção vai estar em Morgan Rielly. O defesa de 19 anos está numa posição complicada. Ainda não tem idade suficiente para jogar na AHL e por isso, ou fica na NHL ou volta aos juniores. A indefinição em relação a Cody Franson abre um lugar para Rielly, pelo menos nos primeiros jogos da época. Também vale a pena deitar o olho a Paul Ranger. O defesa de 29 anos esteve afastado da NHL durante 3 anos e mostrou-se muito emocionado no regresso. Vale a pena ler este artigo de Michael Grange sobre Ranger. Depois de ler é impossível não ficar a torcer por este jogador.

Carolina Hurricanes: Lindholm está pronto para a NHL?

Os Hurricanes escolheram o Sueco de 18 anos convencidos de que ele poderia entrar imediatamente na equipa principal, mas uma lesão no ombro atrasou a sua preparação. No torneio de rookies em Traverse City, Lindholm mostrou pormenores interessantes, segundo o GM dos Canes, Jim Rutherford. Mas isso foi contra outros miúdos. Agora no training camp vai competir com homens feitos.

Columbus Blue Jackets: Quem ocupa o lugar de Prospal?

Os Blues Jackets não renovaram o contrato de Vinny Prospal, o seu melhor marcador na época passada, com 30 pontos. Todd Richards terá que escolher alguém para jogar ao lado de Artem Anisimov e Marian Gaborik na 1ª linha, pelo menos enquanto Nathan Horton estiver lesionado. Cam Atkinson e R. J. Umberger são os favoritos, mas com Matt Calvert e Ryan Johansen a correr por fora.

New Jersey Devils: Tudo?

A saída de Kovalchuk teve um efeito profundo nos Devils. A equipa tem que se reconstruir sem contar com o jogador que liderou a NHL em tempo de jogo na época passada. O treinador Peter Deboer vai ter muito trabalho para encontrar uma fórmula que funcione, uma vez que já não tem um jogador para utilizar em qualquer situação. A defesa vai mudar também. Salvador e Volchenkov tiveram uma época desastrosa e existem alguns jovens à espera de oportunidade. Ainda há a luta entre Martin Brodeur e Corey Schneider pela titularidade na baliza.

New York Islanders: Pierre-Marc Bouchard ou Ryan Strome na 1ª linha?

Dois nomes se têm mantido na 1ª linha dos Islanders: John Tavares e Matt Moulson. O jogador na ala direita tem mudado quase todos os anos (Blake Comeau em 2009/10; P. A. Parenteau em 2010/11 e 2011/12 e Brad Boyes em 2013). Pierre-Marc Bouchard é o próximo. Mas Ryan Strome pode estragar os planos ao ex-jogador dos Minesotta Wild. Strome é um centro de origem, mas os Islanders não precisam de mais nenhum, por isso, se ficar na equipa principal, deve ser mudado para uma ala. Strome é um jogador muito rápido e com grande habilidade que pode explodir ao lado de Tavares.

New York Rangers: Já se vai ver a mão de Alain Vigneault?

Alain Vigneault é completamente diferente de John Tortorella, menos ríspido e mais próximo dos jogadores. Eu não acho que Tortorella seja um mau treinador, antes pelo contrário, mas o seu estilo desgasta a relação com os jogadores. Os Rangers têm talento no seu plantel e vão beneficiar com uma mensagem diferente transmitida pelo treinador. A pressão é a mesma, mas a cobrança é menor. Quanto a diferenças na forma de jogar ainda é cedo, mas já vamos puder ver um bocadinho do zone matching de Vigneault e de que forma ele o vai fazer nos Rangers.

Philadelphia Flyers: Quem é o titular na baliza?

Não podia haver época da NHL sem dúvidas em relação aos guarda-redes dos Flyers. Mas este ano é diferente. O Flyers abordaram o problema de outra forma e são agora uma das equipas que gasta menos em guarda-redes, só atrás dos Florida Panthers. Steve Manson e Ray Emery formam a dupla e nenhum parece ter o lugar garantido. A competição pode ser saudável, mas nenhum dos dois demonstrou capacidade para ser titular. Emery parte com alguma vantagem, depois de uma excelente época nos Blackhawks em que deu luta a Corey Crawford.

Pittsburgh Penguins: Beau Bennett vai segurar um lugar no top-6?

Segundo as palavras do treinador Dan Bylsma, Bennett já faz parte do top-6, mas ele também disse que Simon Despres é um defesa do top-4 e contratou Rob Scuderi para esse lugar. Bennett é um ala direito, mas que para jogar na 2ª linha vai ter que mudar para o lado esquerdo. Se ele não mostrar entendimento com Malkin durante os jogos de pré-época, Jussi Jokinen pode ocupar o seu lugar e a promessa de Beau Bennett será adiada mais um ano.

Washington Capitals: Quem será o ala esquerdo da 2ª linha?

Martin Erat e Brooks Laich são os dois principais candidatos. Erat não conseguiu mostrar na época passada que merece o lugar, principalmente devido a lesões que o afastaram do gelo. Laich está numa posição semelhante. Ele é um utilitário que pode ser utilizado em várias situações, mas só fez 9 jogos na época passada e precisa de algum tempo para voltar à sua forma habitual. Adam Oates admitiu que prefere que Laich jogue na ala. Resta saber se será na 2ª ou na 3ª linha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s