Alain Vigneault e o zone matching

Ao contrário das habituais enfadonhas conferências de imprensa, a apresentação de Alain Vigneault como novo treinador dos New York Rangers foi bastante entretida e informativa. Vigneault confirmou que iria trazer o zone matching para Nova Yorque, deixando os fãs a perguntarem-se quais seriam as implicações dessa decisão.

Apesar de a origem ser discutível, Alain Vigneault foi o primeiro a aplicar os conceitos do zone matching em grande escala na NHL com Manny Malhotra nos Vancouver Canucks. Malhotra chegou aos Canucks assinando um contrato de 3 anos por $2.5 milhões de dólares, o que é algo elevado para um centro de 4ª linha. No entanto, Malhotra começou a fazer algo que mais ninguém fazia na NHL: disputava face-offs exclusivamente na zona defensiva.

Malhotra não fazia parte de uma linha defensiva habitual, cujo o papel seria defender e anular uma linha em particular (line matching). Os Canucks começaram a combinar linhas de acordo com a localização do face-off, e não de acordo com os jogadores da outra equipa que estavam no gelo. Nasceu aí o conceito de zone matching.

A principal razão de existir desta estratégia é óbvia: atribuir a grande maioria dos minutos defensivos a uma linha secundária para que os melhores jogadores não tenham que o fazer. É claro que os jogadores a quem é confiado este papel vão na maioria dos jogos passar um mau bocado. O seu +/- vai ser horrível. Mas o benefício para a produtividade dos jogadores do topo do alinhamento supera claramente os riscos.

Em 2011, Manny Malhotra começou 86.2% dos turnos na zona defensiva, o valor mais alto registado até hoje. Nesse ano, Daniel Sedin venceu o Art Ross Trophy com 104 pontos e Henrik Sedin fez 75 assistências. 2010/2011 foi a melhor época dos irmãos Sedin e também dos Canucks, que ganharam o Presidents’ Trophy e estiveram a um jogo de levar a Stanley Cup para Vancouver.

À medida que Malhotra foi progressivamente sucumbindo a uma lesão ocular contraída em 2011, Maxime Lapierre tomou o seu lugar e acabou esta época com 73.6% de turnos começados na zona defensiva.

No entanto, nem todos os treinadores aceitam esta estratégia. Uma das principais fraquezas apontadas é tornar a escolha das linhas muito previsível para o adversário. Normalmente, quando se joga fora, como não tem a última escolha de linhas, o treinador tem que adivinhar o que o seu colega vai fazer. Contra uma equipa que utiliza o zone matching torna-se mais fácil saber que linhas estarão no gelo em determinado momento e colocar os jogadores que pretende. Uma solução para este problema será utilizar o zone matching nos jogos fora, já que não se tem a vantagem de ser o último a escolher, e em casa usar o mais tradicional line matching.

Outro problema é que já não existe o factor surpresa. A partir de 2012, várias equipas começaram a seguir o exemplo dos Canucks e curiosamente o mais rápido foi Jonh Tortorella e os New York Rangers. No fim da época 2011/2012, Brian Boyle tinha começado 71.2% dos seus turnos na zona ofensiva, apesar de esse número ter diminuído um pouco este ano (61.7%).

Por isso, as mudanças nos Canucks não serão muitas em termos da utilização dos jogadores. John Tortorella disse também na sua apresentação que não se irá coibir de usar os irmãos Sedin no penalty kill, mas o alinhamento em 5-contra-5 não deverá ser muito diferente do que Vigneault fazia, apesar de existirem dúvidas sobre quem será o substituto de Lapierre, que assinou pelos St. Louis Blues.

Nos Rangers é de esperar o aumento do papel defensivo de Brian Boyle para dar mais liberdade à dupla Brad Richards e Rick Nash, tal como acontecia com os Sedin em Vancouver. Não me surpreendia se a próxima época fosse a pior da carreira de Brian Boyle e a melhor de Rick Nash.

Anúncios

2 thoughts on “Alain Vigneault e o zone matching

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s