Bryzgalov dispensado pelos Flyers

Depois de usarem um dos seus dois buyouts em Daniel Brière, os Philadelphia Flyers anunciaram a dispensa do guarda-redes Ilya Bryzgalov. Este é o fim de uma história que começou em 2010.

Esse ano foi de inesperado sucesso para os Flyers. Depois de muita dificuldade para se apurarem para os Playoffs, os Flyers bateram Devils, Bruins e Canadiens para chegarem à Final da Stanley Cup. Numa equipa liderada por Mike Richards, Jeff Carter e Daniel Brière, surgiu uma nova estrela em Philadelphia, chamada Claude Giroux.

Se por um lado o ataque dos Flyers estava cheio de talento, velho e novo, a baliza foi deixada a cargo de Brian Boucher e Michael Leighton. Não é propriamente uma dupla de sonho, mas deu para chegar à final. A equipa acabou por ser derrotada por 4-2 pelos Blackhawks e o dono dos Flyers, Ed Snider, meteu na cabeça que a culpa tinha sido dos guarda-redes.

Quando os Flyers foram eliminados na 2ª ronda em 2011 pelos Boston Bruins, com péssimas exibições de Brian Boucher, Snider decidiu que era tempo de alguém fazer alguma coisa. Ilya Bryzgalov vinha de quatro épocas de sucesso com os Phoenix Coyotes e tinha chegado ao fim do seu contrato. Paul Holmgren, pressionado por Snider, ofereceu-lhe um contrato milionário de $51 milhões de dólares durante 9 anos.

Quando a contratação foi feita, Ed Snider disse:

Para mim, este guarda-redes é a peça que faltava para esta equipa ser campeã.

O que o Sr. Snider se esqueceu de referir foi que os Flyers tiveram que despachar Mike Richards e Jeff Carter para alocar o contrato monstruoso de Bryz. Humongous big, like the universe.

A verdade é que tudo foi preparado para ele falhar. Claro que não propositadamente, mas ele nunca iria ser capaz de corresponder àquele contrato. Por muito que fizesse nunca ia justificar aquela quantidade ridícula de dinheiro, a não ser que se transformasse no Henrik Lundqvist.

Tenho a certeza que alguma equipa o vai querer. Se não for na NHL, será na KHL e por outra bategada de dinheiro. Enquanto isso os Flyers procuram já a próxima vítima. Depois de perderem Bernier para os Leafs (infelizmente), haverá por aí algum guarda-redes de elite disponível no mercado?

Sim. Sim. Preparem-se porque vai acontecer. Tem que acontecer! É a tempestade perfeita! Luongo em Filadélfia? O cemitério de guarda-redes? Vai acontecer, e eu vou adorar cada minuto!

Anúncios

4 thoughts on “Bryzgalov dispensado pelos Flyers

  1. Muitas vezes os guarda-redes são aquilo que as defesas os deixam ser.
    Na equipa que foi à final em 2010, a pedra chave da defesa era o Chris Pronger que desde então nunca consegui fazer uma época completa tendo mesmo abandonado a modalidade devido a lesão. Ele era, para os Flyers o que, por exemplo, o Chara é para os Bruins actualmente, e até agora a equipa foi incapaz de encontrar um substituto à altura. Bryzgalov provavelmente não teve a força mental para lidar com a pressão em Philadelphia (muito mas muito mais alta do que em Phoenix) mas a verdade é que foi aterrar num meio de um barco sem comandante.
    Na minha opinião Bryzgalov vai assinar um contrato de 1 época para provar que ainda tem classe para a NHL e o Luongo só poderá vir para Philadelphia se os Canucks optarem por fazer um buyout dele… Aliás… Da maneira que o mercado está acho que será a única hipótese de o tirar de Vancouver.

    1. Também é por isso que eu acho um erro gastar muito dinheiro num guarda-redes. Primeiro, eles são muito difíceis de prever. Segundo, dependem muito da qualidade do resto da equipa.

      O Holmgren nunca conseguiu substituir o Pronger. Ele bem tentou, até com a offer sheet ao Weber, mas falhou. Depois ainda deixou fugir o Carle e agora o melhor defesa dos Flyers é o Timonen que tem 38 anos. O Streit também não vai ajudar muito em termos defensivos… Sinceramente não sei como é que o Holmgren ainda tem trabalho…

      Quanto ao Luongo, a situação foi arrastada durante tempo demais. Ele já devia ter sido trocado no draft do ano passado.

      Obrigado por deixares um comentário.

      1. Não tens que agradecer, apenas recentemente descobri este site e como aficionado da modalidade há mais de 20 anos resolvi contribuir. Assim, se não te importares, irei passar mais vezes por aqui e deixar a minha humilde opinião.
        Apenas mencionei o Pronger porque a lesão dele é um daqueles momentos que pode definir a vida de uma equipa durante anos. Pode ser que este ano consigam algum top prospect para a defesa (algo que neste momento não têm nos juniores – um ou outro para um top4 mas nada de certo para o primeiro par) com a sua escolha no draft.
        Quanto ao Holmgren, tirando a troca do ano passado do Van Riemsdyk pelo Schenn, até o tenho em boa conta. Acho que tem coragem para agitar as águas e para fazer as mudanças que acha que precisam de ser feitas.

      2. Claro que não me importo. Foi para isso mesmo que eu criei o blog, para encontrar outros fãs de hockey e puder trocar opiniões com eles.

        Defesas como o Pronger não se encontram com facilidade. Acho que apenas o Seth Jones tem potencial para ser esse tipo de defesa, neste Draft. Mas há sempre a possibilidade de encontrar talento nas últimas rondas, principalmente na Europa onde algumas equipas não fazem tanta prospecção.

        Eu também admiro o Holmgren pela coragem. Mas o problema é que este tipo de mudanças dramáticas, quando não resultam, ainda deixam a equipa em pior estado do que estava.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s