Datsyuk a ser Datsyuk

Marcar um golo na própria baliza é uma das piores coisas que podem acontecer a qualquer jogador, de qualquer desporto. Jeff Petry ficou a perceber bem porquê na derrota dos Oilers por 3-2, frente aos Red Wings na sexta-feira.

Durante um penalty kill, numa altura em que a sua equipa vencia por um golo, Petry bateu inadvertidamente o seu próprio guarda-redes, Devan Dubnyk, depois de um remate de longe de Niklas Kronwall.

Parece que Petry estava a tentar tirar o disco da frente da baliza, mas acabou por colocá-lo dentro desta. O golo foi dado a Kronwall e os Red Wings empatavam o jogo 2-2.

Os Red Wings, que chegaram a estar a perder por 2-0 já no 3º período, acabaram mesmo por vencer o jogo no prolongamento, com um golo de Pavel Datsyuk. Um golo que só Datsyuk pode marcar.

Coitado do Jeff Petry. Depois de ter marcado um golo na própria baliza, é batido por Datsyuk daquela maneira. Tinha sido um bom dia para ficar na cama.

Nota: Para este post não ficar excessivamente pró-Datsyuk, aqui fica o primeiro golo dos Edmonton Oilers, também ele uma belíssima jogada de Taylor Hall.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s