Não entrem em pânico (ainda)

Dia 2 da época 2013 da NHL. Ontem tivemos vencedores, derrotados, controvérsia e drama. Um guarda-redes que luta contra uma doença incapacitante. Outro que tem acessos de raiva. A NHL como microcosmos da sociedade.

Penguins e Blackhawks têm duas vitórias em dois jogos. Rangers, Flyers e Canucks duas derrotas. Algumas surpresas e muitas desilusões, mas não é razão para alarme. A amostra é pequena e ainda há tempo para recuperar.

Acreditam que PK Subban ainda não tem contrato? Não sei o que é que os Canadiens estão à espera, mas perder com os Maple Leafs devia ter acendido uma luz na cabeça de Marc Bergevin.

Aqui ficam as peripécias de mais um dia de hóquei desleixado, mas altamente divertido.

Philadelphia Flyers 2 – 5 Buffalo Sabres

Thomas Vanek e o powerplay levaram os Sabres à vitória no seu primeiro jogo da época. A equipa de Buffalo partia em vantagem por ter tido mais um dia de preparação do que os Flyers, que jogaram ontem contra os Penguins. A diferença notou-se no terceiro período, quando os jogadores dos Flyers começaram a sentir o cansaço.

Para a equipa de Peter Laviollete esta é a segunda derrota em dois jogos. Os Flyers podem-se queixar do arbitro que invalidou mal um golo por interferência ao guarda-redes. É a Regra Lucic: ninguém pode respirar para cima do Ryan Miller. Mas agora a sério, aquela defesa não é muito famosa…

Estrelas do Jogo

  1. Thomas Vanek (BUF) – 2 golos, 3 assistências
  2. Jason Pominville (BUF) – 3 assistências, 1 remate
  3. Steve Ott (BUF) – 1 golos, 3 remates

San Jose Sharks 4 – 1 Calgary Flames

Os San Jose Sharks venceram os Calgary Flames com dois golos no powerplay. Tem sido uma tendência forte nos primeiros dois dias da época, provavelmente devido ao facto de as equipas ainda não terem tido tempo para aperfeiçoar o penalty killing, uma das fases do jogo que requer mais treino.

Depois de um começo de jogo desleixado, os Sharks acalmaram-se e começaram a controlar o jogo. Patrick Marleau marcou dois golos no segundo período, sendo determinante na mudança de ritmo da sua equipa. Antti Niemi fez 15 defesas só no primeiro período, mantendo a sua equipa no jogo na altura em que os Flames pressionavam mais.

Estrelas do Jogo

  1. Patrick Marleau (SJS) – 2 golos, 3 remates
  2. Antti Niemi (SJS) – 31 defesas, 96.9% Def
  3. Lee Stempniak (CGY) – 1 golo, 3 remates

Pittsburgh Penguins 6 – 3 New York Rangers

Não está a ser um bom começo para os Rangers. A equipa desequilibra-se com muita facilidade e Lundqvist está longe da forma que nos habituou.

James Neal e Evgeni Malkin continuam a formar uma dupla imparável. Sidney Crosby registou o primeiro ponto da época, com uma assistência para o golo de Matt Niskanen. Thomas Vokoun foi titular na baliza dos Penguins e terminou com 31 defesas. Nesta altura estou com problemas para perceber quem é o suplente: Vokoun ou Fleury.

Estrelas do Jogo

  1. James Neal (PIT) – 2 golos, 7 remates
  2. Evgeni Malkin (PIT) – 3 assistências
  3. Kris Letang (PIT) – 1 golo. 1 assistência

Dallas Stars 0 – 1 Minnesota Wild

Zach Parise marcou o primeiro golo com a camisola dos Minnesota Wild, que foi suficiente para garantir a vitória sobre os Dallas Stars. Mas a verdadeira história do jogo foi outra.

Josh Harding registou um shutout no primeiro jogo que fez depois de ser diagnosticado com Esclerose Múltipla. Harding tem sido um suplente da grande valia para a equipa do Minnesota. Ele garantiu que vai fazer tudo para ultrapassar a doença e continuar a ajudar a equipa, com o objectivo de ganhar a Stanley Cup.

Estrelas do Jogo

  1. Josh Harding (MIN) – 24 defesas, 100% Def
  2. Zach Parise (MIN) – 1 golo, 3 remates
  3. Cristopher Nilstrop (DAL) – 31 defesas, 96.9% Def

Edmonton Oilers 3 – 2 Vancouver Canucks

Roberto Luongo ganhou a titularidade depois do meltdown de Cory Schneider no jogo contra os Ducks. Mas o veterano não conseguiu fazer muito melhor frente aos Oilers e acabou por ceder o empate a dois, já perto do fim do jogo. No shootout, os avançados dos Oilers mostraram as suas habilidades com o stick e garantiram dois pontos importantes na luta pela Divisão Noroeste.

O jogo parecia controlado pelos Canucks que venciam por 2-0 no segundo período. Quatro segundo antes do intervalo, Jordan Eberle reduziu a vantagem e deu início a recuperação dos Oilers, num golo em que Luongo foi mal batido. Mas não se enganem. Ter dois guarda-redes bons não é uma coisa má. Lembrem-se, a amostra ainda é pequena.

Estrelas do Jogo

  1. Jordan Eberle (EDM) – 1 golo, +1
  2. Zach Kassian (VAN) – 1 golo, 4 remates
  3. Ales Hemsky (EDM) – 1 golo, 2 remates

Chicago Blackhawks 6 – 4 Phoenix Coyotes

Os Chicago Blackhawks são mais uma equipa a fazer o pleno, com duas vitórias em dois jogos. Marian Hossa está a dar espectáculo neste início de temporada, com mais dois golos num jogo muito movimentado frente aos Coyotes. Hossa lidera já a NHL em golos (4) e pontos (5).

Os Blackhawks chegaram a estar a vencer por 5-2 já no terceiro período, mas Martin Hanzal e Shane Doan reduziram para 5-4 em menos de um minuto, dando esperança à equipa do Arizona. Mas um golo afortunado de Dave Bolland selou a vitória de Chicago, deixando Mike Smith frustrado a ponto de destruir o seu stick contra a trave da baliza.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s