Kings Campeões!!!

O 6 foi o número de ordem ontem em Los Angeles! Foram precisos 6 jogos e 6 golos para os Kings se sagrarem campeões pela primeira vez na história da organização! Os Devils adiaram o que parecia iminente o mais que puderam, mas ontem a equipa de LA destacou-se desde cedo no jogo e arrebatou os homens de New Jersey com uma clara vitória por 6-1.

A história dos Kings esta época foi um conto de fadas. Só ao jogo 81 da época regular asseguraram o seu lugar nos playoffs. A partir daí foram imparáveis. Os Kings tornaram-se a primeira equipa a classificar-se em 8º lugar e a ganhar a Stanley Cup, a primeira a vencer os 3 primeiros classificados da sua conferência e a primeira a ganhar os primeiros 3 jogos em cada ronda. Mesmo com todos estes recordes, os Kings não ganharam por serem uma equipa de estatísticas. Ganharam porque são e jogam como uma VERDADEIRA EQUIPA!

Os Devils foram o pior obstáculos dos Kings. Apesar de uma desvantagem de 3-0 nunca desistiram e conseguiram evitar a eliminação 2 vezes consecutivas até sucumbirem à superioridade da equipa de LA. Mesmo assim foi uma equipa que chegou à final com todo o mérito depois de uma ronda extremamente renhida com os Rangers que só acabou ao Jogo 7. No percurso dos Devils está marcado um nome: Martin Brodeur! Guarda-redes fantástico, com uma experiência inigualável e um sentido de liderança fabuloso. Um verdadeiro Senhor do hockey mundial, cujas qualidades são dignas de homenagem!

Outra futura lenda do hockey, que começou a escrever a sua história este ano, é Jonathan Quick que, para além do caneco,  ganhou o Conn Smythe Trophy ontem à noite. Quick, com um recorde de 16-4, 0,946 percentagem de defesas e 1,41 GAA conseguiu suplantar até a gloriosa época de Tim Thomas no ano passado.

Se os jogos anteriores tinham sido muito renhidos, com as duas equipa a lutarem até ao fim pelo resultado, o jogo de ontem foi diferente, com claro domínio dos Kings. Tudo começou com 5 minutos de penalidade a Steve Bernier por boarding e a consequente expulsão aos 10 minutos de jogo. A partir daqui foi uma chuva de golos. Os protagonistas: Dustin Brown PPG aos 11 minutos; Jeff carter, primeiro aos 12 minutos do 1º período em PP e depois logo no início do 2º período; Trevor Lewis também com 2 golos, um aos 15 minutos  do 1º período em PP e outro a faltarem 4 minutos para o fim do jogo e finalmente Matt Greene aos 16 minutos do 3º período. Adam Henrique ainda fez o golo de honra para os Devils a faltar 1 minuto para o fim do 2º período.

O capitão Dustin Brown foi o primeiro a levantar o caneco! Seguiu-se a parada habitual com todos os heróis de LA a segurarem a tão merecida taça. Brown e Kopitar acabaram a época empatados na liderança dos Playoffs com 8 golos e 20 pontos.

Assim se fez a história da Stanley Cup 2011/2012, com os Devils a morrerem na praia sobretudo por não conseguirem resolver o dilema Jonathan Quick e os Kings a terem uma época de sonho que se tornou realidade! A equipa de LA é a prova de que, com competência, qualidade, eficácia, uma estrutura forte, grandes jogadores e também um grande treinador mesmo os que aparentam desfavorecidos são sempre uma força a temer! GO KINGS!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s