Coyotes ainda uivam!

As vozes que se ouviam antes do jogo de domingo, incluindo a minha, condenavam os Coyotes a uma eliminação certa, sobretudo se não melhorassem a produção ofensiva. O próprio Shane Doan admitiu que a equipa precisava de melhorar se queria manter viva a esperança de ganhar o Jogo 4.

A verdade é que as palavras de Doan serviram mesmo de inspiração e tanto ele como os restantes homens de Phoenix ressuscitaram depois de 3 derrotas consecutivas e conseguiram vencer o jogo por 2-0 frente aos Kings que adiou, por enquanto, a sua eliminação. A equipa de LA ainda lidera a série por 3-1. A derrota dos Kings acaba com a sequência de 8 vitórias consecutivas que tinham até ao jogo de ontem.

Os homens do jogo foram sem dúvida Shane Doan, com 2 golos e Mike Smith que fez umas impressionantes 36 defesas e negou qualquer golo aos Kings, sobretudo no terceiro período.

Melhor Golo:

O primeiro golo do jogo foi marcado em power play por Shane Doan aos 14 minutos do primeiro período. Foi a primeira vez desde o Jogo 1 da 2º ronda que os Coyotes conseguiram marcar um golo em power play. Este golo também acabou com os 30 penalty kill sucessivos dos Kings.

Os Kings tentaram mudar o rumo do jogo, quase sempre sem sucesso.

Aos 11 minutos do 2º período, Shane Doan aumentou a vantagem da equipa de Phoenix para 2-0, assistido por Vermette, que tem sido, também, um jogador fundamental para os Coyotes. Nos últimos 20 minutos do jogo, os Kings tentaram empurrar o disco, o mais possível, para a área de Smith mas a defesa dos Coyotes esteve sempre imaculada ao bloquear a maioria dos remates dos homens de Los Angeles. No total os Kings remataram 76 vezes, 31 no terceiro período, mas a verdade é que muitos nem perto da baliza chegaram.

O Jogo 5 realiza-se na próxima terça-feira com a série de volta ao deserto, em Phoenix. Para já, os Kings têm sido perfeitos fora de casa, com 8 vitórias em 8 jogos, por isso há duas hipóteses: os Kings mantém a boa forma fora e eliminam os Coyotes ou a equipa de Phoenix percebe como parar esta invencibilidade e continua a respirar. Este Jogo 4 foi a prova de que nenhuma equipa, nem os Kings, é invencível, por isso tudo é possível…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s