Devils batem Flyers por 3-1 e seguem para a final!

Às vezes mais vale ter sorte do que ser bom! Realmente, na vitória por 3-1 dos Devils frente aos Flyers no jogo 5, a equipa de New Jersey teve alguma sorte, mas também é verdade que neste jogo, como em todo a série os Devils foram sempre melhores.

Com esta vitória, os Devils seguem para a final da conferência, feito que não conseguiam desde 2003 quando ganharam a Stanley Cup pela última vez. É a terceira vez que eliminam os Flyers e sempre que o fizeram ganharam a Stanley Cup, pode ser um bom presságio. Para já têm de esperar para conhecer o seu adversário que sairá da renhida batalha Rangers – Capitals.

Os Flyers terem sido eliminados foi, mais do que uma surpresa, uma autêntica desilusão, depois de uma primeira ronda do outro mundo frente aos Penguins, onde a equipa de Filadélfia mostrou toda a sua garra e qualidade. Esta segunda ronda, pelo contrário, mostrou uma equipa sem vida e incapaz de marcar golos. Nunca deram grande luta aos Devils, que se mostraram superiores desde o Jogo 1. Mesmo o único jogo ganho pelos Flyers nesta série foi no prolongamento.

Neste jogo 5 destacaram-se Ilya Kovalchuck (1 golo) e o guarda redes dos Devils, Martin Brodeur que fez 27 defesas.

O jogo até começou bem para a equipa de Filadélfia. Apesar de não contar com a sua estrela Claude Giroux,  suspenso depois de acertar na cabeça de Zubrus no jogo 4, os Flyers conseguiram adiantar-se no marcador e fizeram o 1-0, estavam jogados 07:18 min. do primeiro período, por Maxime Talbot.

O golo do empate apareceu 2 minutos depois, com alguma sorte à mistura, assinado por Bryce Salvador.

O guarda redes dos Flyers, Ilya Bryzgalov esteve muito bem durante a partida com 27 defesas, mas foi um erro seu que deu o 2º golo aos Devils ao min. 12:45 ainda do primeiro período. O golo foi da autoria de David Clarkson que deu vantagem de 2-1 aos Devils.

Os Flyers tiveram oportunidades para empatar o jogo mas o ataque, que foi um dos melhores na época regular e na primeira ronda, não estava inspirado, contando com apenas 28 remates em toda a partida. O 2º período não teve golos e foi ao minuto 5 do terceiro período que os Devils acabaram por marcar novamente, em power play, num golo assinado por Kovalchuck, fixando o resultado em 3-1.

Durante o tempo que faltava, assistiram-se às inúmeras tentativas dos Flyers para marcar, mas sempre sem conseguirem superar as grandes dificuldades em tirar o disco da sua zona defensiva. Aliás, foram estas mesmas dificuldades que atormentaram a equipa de Filadélfia durante toda a série.  Isto, a falta de sorte e também a ausência de Giroux terminaram com o sonho dos Flyers de seguirem para a final de conferência.

Kovalchuck, um dos mais eufóricos com a vitória da equipa de New Jersey, resumiu muito bem o sentimento vivido no balneário: “É uma maravilha não ir aos Campeonatos do Mundo pela primeira vez em 9 anos”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s