Flyers Vencem 8-4 Em Jogo Louco

Mesmo para aqueles que não seguem com entusiasmo a NHL, o Jogo 3 da Primeira Ronda da Stanley Cup entre os Philadelphia Flyers e os Pittsburgh Penguins foi inacreditável.

Golos, emoção, glória e frustração, tudo fez parte de um jogo em que a rivalidade entre estes dois clubes atingiu níveis de intensidade nunca antes vistos.

Os Philadelphia Flyers dominaram os Penguins com uma esclarecedora vitória por 8-4, aumentando a vantagem na eliminatória para 3-0, e podem selar a passagem à próxima ronda com uma vitória já na próxima quarta-feira.

Ao contrário do que o resultado possa sugerir, o jogo nunca pareceu decidido até ao início do 3º período, quando Jaromir Jagr assistiu Giroux para este fazer o 7-4. Jagr exibiu toda a sua experiência ao fazer um grande passe com apenas uma mão no stick, enquanto estava a ser agarrado por Pascal Dupuis, depois de já ter feito uma grande assistência no golo de Matt Read em power play.

Apesar de terem aberto o marcador por Jordan Staal com 3:52 jogados no 1º período, os Penguins não conseguiram defender a vantagem e permitiram que o jogo chegasse ao 1º intervalo com 4-2 a favor dos Flyers.

Os Flyers já marcaram 20 golos em três jogos, o que tem sido mais do que suficiente para compensar os 12 golos sofridos por Ilya Bryzgalov, que voltou a exibir-se a um nível fraco. Para esta eficácia ofensiva muito têm contribuído as equipas especiais dos Flyers. Briere, Read, Simmonds e Talbot marcaram com a superioridade numérica. A equipa de Philadelphia já marcou 5 golos em 9 power plays e três em shorthand durante a eliminatória.

Para além das equipas especiais, Pittsburgh pode lamentar a performance desinspirada de Marc-Andre Fleury. O guarda-redes de 27 anos sofreu 6 golos em 2 períodos e foi substituído por Brent Johnson no início do 3º. Fleury ficou muito mal na fotografia quando não conseguiu segurar um remate aparentemente inofensivo de Maxime Talbot, que empatou o jogo 1-1 quando os Penguin estavam a dominar o encontro e em vantagem numérica.

A memória das duas derrotas sofridas em Pittsburgh pesou nas cabeças dos jogadores dos Penguins, que perderam o controlo emocional e acabaram por prejudicar a sua equipa com penalidades e expulsões desnecessárias.

Sidney Crosby foi o espelho do estado psicológico da equipa. Durante o 1º período, Crosby irritou os Flyers ao afastar a luva de Voracek com o stick e envolveu-se numa luta com Claude Giroux. Já no terceiro período, Crosby agarrou Scott Hartnell, o que levou a uma luta entre este e Craig Adams.

Os Penguins poderão ver o seu plantel reduzido, depois de a liga decidir se alguns dos incidentes deste jogo são merecedores de suspensão. Arron Asham foi expulso devido a um cross-check ao pescoço de Brayden Schenn e deverá receber um telefonema de Brendan Shanahan num futuro muito próximo.

Quem está à bica de também ser suspenso é James Neal. O antigo jogador dos Dallas Stars marcou dois golos e foi o autor de duas placagens de legalidade questionável sobre Sean Couturier e Claude Giroux.

Será que os Penguins vão conseguir resolver todos os seus problemas ou serão eliminados dos Playoffs sem qualquer vitória pela primeira vez desde 1979?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s